A sensibilidade nos dentes é um problema que atinge cerca de 32% de toda população brasileira, causando desconforto extremo e se manifestando como uma dor aguda e de curta duração. Costuma ser mais presente e mais forte quando o dente fica exposto a condições adversas, como quando ingerimos bebidas/alimentos muito gelados ou muito quentes.  Mas, afinal, você sabe quais os motivos que podem levam a sensibilidade nos dentes e como tratá-la da forma correta? 

Como ocorre a Sensibilidade Dentária?

A Sensibilidade Dentária tem sua origem na exposição da dentina, uma camada porosa que está conectada ao nervo central.  

Assim, o dente é formado por uma coroa (parte visível e mais externa), pelo esmalte (que reveste a coroa) e pela polpa (onde ficam os nervos e vasos do dente). 

Estrutura do dente mostrando o Esmalte, a Coroa, a Dentina e a Polpa

Ou seja, quando há um desgaste no esmalte por algum fator externo, a dentina fica exposta. E por conta da ligação direta entre dentina e polpa, sentimos uma dor aguda no momento que a dentina entra em contato com algum fator de risco. E esse fator pode ser um doce, alimento e bebida muito gelada ou quente e até mesmo o ar frio que respiramos pela boca.

Causas do desgaste do esmalte dentário

Essa condição pode ter diversas causas conhecidas, mas as mais comuns são: 

– Retratação da gengiva na sensibilidade dentária:

A retratação gengival acontece quando o tecido da gengiva abaixa em relação ao dente, deixando parte da raiz exposta. Assim, ocorre a sensibilidade.

– Cárie:

Se a cárie estiver muito profunda, ela também pode causar sensibilidade nos dentes, já que ela pode chegar até a dentina através das cavidades causadas pelas bactérias. 

– Alimentos e bebidas na sensibilidade dentária:

Alguns alimentos e bebidas também podem diminuir a espessura do esmalte, causando a temida sensibilidade. Por isso, é importante evitar alimentos doces, picantes e cítricos, principalmente se você não estiver com uma escova de dente por perto. 

– Escovação incorreta e a sensibilidade dentária:

Caso a escovação seja feita em excesso (mais que 3 vezes ao dia), com muita força, ou até mesmo com uma escova de cerdas muito duras, também pode ocorrer o desgaste do esmalte dos dentes. Por isso, tenha muito cuidado ao escovar os dentes e evite exageros! 

Por quanto tempo devemos escovar os dentes?
A escovação correta deve ser feita com uma escova de cerdas macias

– Bruxismo e a sensibilidade dentária:

É o hábito de pressionar ou ranger os dentes, especialmente e principalmente durante a noite. Essa fricção entre os dentes pode levar ao desgaste do esmalte dentário e até a problemas mais sérios, como fraturas. 

Tratamento

Caso essa sensibilidade não tenha virado um caso grave, ela pode regredir naturalmente e voltar ao estado de origem. Porém, em casos mais severos, é preciso procurar a ajuda de um dentista para tratar a sensibilidade nos dentes. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

onze + 12 =