Mitos e verdades sobre o clareamento dental

Primeiramente, é importante ressaltar que existem diversas informações incorretas relacionadas à saúde bucal. Dentre elas, o clareamento dental é um tema que apresenta muitos mitos. Continue lendo para descobrir a verdade sobre esse assunto.

Ter dentes mais brancos é um desejo comum entre as pessoas. No entanto, nem todos os métodos de clareamento dental são confiáveis ou eficazes para atingir a tonalidade desejada.

Você sabe quais são as práticas recomendadas e não recomendadas para alcançar um sorriso mais branco?

COMO (NÃO) CLAREAR OS DENTES

Existem muitas receitas caseiras na internet que prometem clareamento dental instantâneo. No entanto, a maioria delas não é eficaz e pode até ser prejudicial à saúde bucal. Por exemplo, o uso de vinagre de maçã, leite em pó com creme dental, água oxigenada ou bicarbonato com limão não é recomendado.

Embora o bicarbonato possa dar a impressão de clareamento, ele na verdade desgasta os dentes e, quando combinado com o limão, pode causar ainda mais danos. E não é isso que se espera, certo?

o verdadeiro clareamento dental

Agora que você já sabe o que evitar ao buscar um clareamento dental, é hora de conhecer as opções mais eficazes. Atualmente, existem diversos tratamentos disponíveis para quem deseja ter dentes mais brancos. Vamos explorar as opções mais comuns:

Clareamento caseiro

O clareamento dental caseiro com placa de silicone e gel clareador é uma opção eficaz para quem deseja ter dentes mais brancos. O paciente recebe uma placa personalizada que deve ser preenchida com o gel e usada durante a noite para obter os melhores resultados.

Placa de clareamento dental feita em silicone na clínica Prime Sorriso.

técnica com laser

O clareamento dental a laser é um tratamento rápido e eficaz para quem deseja ter dentes mais brancos. O procedimento é realizado no consultório odontológico e utiliza luz laser para ativar o gel clareador aplicado nos dentes, proporcionando resultados imediatos.

clareamento interno

O clareamento dental interno é um tratamento indicado para dentes que escureceram devido a traumas ou tratamentos de canal. O procedimento é realizado no consultório odontológico e consiste na aplicação de um agente clareador dentro do dente afetado para restaurar sua cor natural.

MITOS E VERDADES SOBRE CLAREAMENTO DENTAL

OS DENTES FICAM DANIFICADOS

É um MITO que o clareamento dental enfraquece ou deixa os dentes porosos. Embora possa haver um aumento temporário na sensibilidade dentária, o procedimento não corrói o esmalte e a sensibilidade tende a diminuir após o tratamento.

ALGUNS ALIMENTOS SÃO PROIBIDOS

É VERDADE que para manter o resultado do clareamento dental é necessário regular alimentos com corantes. Alguns exemplos incluem:

  • café;
  • refrigerantes à base de cola;
  • beterraba;
  • chocolate; e
  • chá preto.

Esses alimentos podem interferir na durabilidade do tom alcançado no procedimento e, portanto, é recomendado evitá-los.

TODOS PODEM FAZER O PROCEDIMENTO

É um MITO que todos podem realizar o tratamento de clareamento dental. Existem algumas contraindicações para o procedimento, incluindo mulheres grávidas, pacientes com sensibilidade ao medicamento e crianças menores de 10 anos.

É importante consultar um dentista para determinar se o clareamento dental é adequado para você.

BICARBONATO DE SÓDIO CLAREIA OS DENTES?

É parcialmente verdade que o bicarbonato de sódio pode ser usado para clarear os dentes.

Embora seja frequentemente recomendado para esse fim, é importante notar que é uma substância altamente abrasiva e deve ser usada com cautela, recomendavelmente, apenas no consultório e após a consultar um dentista.

 

Este conteúdo foi atualizado e revisado em 05/05/2023, às 11h10.

 

Implantes Dentários: O que é e quais suas vantagens?

Implante dentário é um procedimento cirúrgico onde o dentista insere uma estrutura de titânio, pois o titânio não provoca reações adversas, no osso abaixo da gengiva, seja ele maxilar ou mandibular. Essa estrutura serve como uma raiz artificial, é ali que o novo dente é rosqueado. 

O implante dentário é indicado para pessoas que perderam o dente ou precisam extraí-lo, uma vez que não pode ser restaurado.

Existem diversos tamanhos e variedades de implantes para melhor atender a necessidade de cada paciente

Vantagens

  • É um tratamento muito eficaz e, se bem cuidado, dura muito tempo. 
  • A higienização do dente implantado é fácil, só é preciso escovar e passar o fio dental. 
  • Os implantes são mais confortáveis e oferecem uma melhor aparência e segurança do que dentaduras convencionais, por exemplo. 

A cirurgia 

A cirurgia dura em média uma hora e meia, para um dente implantado, podendo demorar mais dependendo da quantidade de dentes. 

Se o paciente tiver pressão alta, diabetes ou alguma doença crônica que esteja controlada por medicação, a cirurgia pode ser realizada. 

O implante não é indicado para crianças, pois a estrutura óssea não está completamente desenvolvida, e para pessoas que usam de medicamentos da classe dos bifosfonatos.

O que são ATM e DTM? Quais os fatores importantes para o controle delas?

Muitas vezes, algumas pessoas não sabem a causa de suas dores de cabeça, mas essas dores podem estar sendo causadas por um problema na mandíbula, mais preciso na ATM. “ATM” é a sigla para Articulação Temporomandibular, uma articulação que liga a mandíbula ao crânio e é responsável por todos os movimentos do maxilar inferior (mandíbula).

Problemas na ATM

Geralmente ocorrem fortes dores de cabeça, como enxaquecas, dores atrás dos olhos e no ouvido, dores ao fazer movimentos mais bruscos com a boca e até a possibilidade da mandíbula sair do lugar. 

DTM e Seus Problemas

Todos esses problemas são caracterizados como DTM, sigla para Disfunção da Articulação Temporomandibular. As principais causas são o estresse e a ansiedade, que também é diretamente ligada com o bruxismo, o habito de ranger os dentes. A DTM não tem cura, mas pode ser tratada e controlada, como reduzindo o estresse e o hábito de ranger os dentes.

É importante a procura de um dentista e também de profissionais como psicólogos, fisioterapeutas e otorrinolaringologistas, já que a DTM é um problema causado por diversos fatores físicos e psicológicos, sendo necessário um tratamento multidisciplinar. 

Visite a Prime Sorriso e marque sua consulta!

Fio dental: como usar e para o que serve?

O uso do fio
dental é uma prática muito importante para deixar seus dentes limpos e longe da
placa bacteriana onde a escova não alcança facilmente, evitando doenças como as
cáries e a gengivite. Existem outras ferramentas que nos ajudam nessa limpeza e
para ela ficar ainda mais completa, como o fio dental.

Os principais
tipos de fio dental são: fio de múltiplos filamentos que é o mais comum,
aqueles com sabor e o de filamento único, em que é mais resistente e necessário
para quem tem dentes mais apertados. Use o fio dental que mais de dá conforto.

Para usar o
fio dental, enrole aproximadamente 40 centímetros de fio ao redor dos dedos
médios, deixando uns 10 centímetros entre cada dedo. Segurando o fio entre o
indicador e o polegar das duas mãos, deslize-o levemente para cima e para
baixo, cuidando as curvas dos dentes, passe cuidadosamente o fio em cada base
de cada dente e nunca force o fio contra a gengiva, pois pode ocasionar lesões
já que a gengiva é um tecido muito frágil. Para retirar o fio, use movimentos
de trás para a frente, assim retirando-o do meio dos dentes. 

%imagem-1%

Implante dentário: quais seus benefícios?

O implante
dentário é necessário quando a pessoa perde seu dente e sua raiz, é colocado um
cilindro de titânio dentro do osso, abaixo da gengiva, fazendo a função da raiz
do dente e em cima do implante é colocado o novo dente.

A cirurgia é
feita sob anestesia local para que seja feita a incisão na gengiva e a fixação
no osso não será sentida. Depois da cirurgia é indicado o uso de analgésico,
antibiótico, anti-inflamatório e repouso. A dor tem duração de 5 dias em média,
e uma boa indicação é ingerir alimentos frios para o alívio do desconforto.

%imagem-1%

Colocar um implante dentário tem como benefícios:

A melhora da auto estima e
comunicação:
com os
dentes faltando, a pessoa pode se sentir mal e envergonhada de sorrir e falar,
o que pode causar depressão. Também há a dificuldade na fala, o que pode
interferir no dia-a-dia da pessoa, atrapalhar suas relações interpessoais e até
em seu trabalho.

A melhora na saúde bucal: com seus implantes fica mais fácil
escovar os dentes e manter a boca sempre limpa.

Uma melhor digestão: a falta de um ou mais dentes
interfere na mastigação dos alimentos, fazendo com que os alimentos cheguem ao estômago
muito grande, o que pode prejudicar sua digestão.

O implante
dentário é contraindicado para pacientes que sofrem com diabetes não tratadas,
durante quimioterapia ou em casos cardíacos de alto risco.

Saiba o que é a afta e como se livrar desse incomodo!

A afta é uma úlcera que pode surgir em praticamente qualquer ponto da cavidade oral: língua, lábios, gengiva, garganta, úvula… São lesões ovais, esbranquiçadas (às vezes amareladas), rasas e limpas, ou seja, não apresentam pus, bactérias ou outros sinais de infecção. Podem ser únicas ou múltiplas, pequenas ou grandes.

%imagem-1%

Todo mundo já teve pelo menos uma afta ao longo da vida; 20% da população sofre com aftas recorrentes. São mais comuns em pré-adolescentes, adolescentes e adultos jovens, tendendo a diminuir sua incidência com o passar do anos.

Apesar de serem lesões benignas, as aftas são muito dolorosas e muitas vezes atrapalham atividades simples, tais como falar, comer e beijar.

A maioria das aftas dura, em média, de uma a duas semanas e costuma curar sem deixar cicatriz. As aftas que demoram mais tempo para curar são aquelas que surgem em locais onde há contato constante com os dentes ou com alimentos, sofrendo traumatismos repetidos ao longo do dia.

Algumas pessoas apresentam aftas grandes, chamadas de aftas major, maiores que 1 cm e profundas. Estas demoram até seis semanas para desaparecer e podem deixar cicatriz. Existe ainda a afta herpetiforme, formada por múltiplas úlceras pequenas que se juntam e transformam-se em uma lesão grande. Estas aftas podem vir acompanhadas de linfonodos no pescoço (ínguas) e, por vezes, de febre baixa e mal estar.

%imagem-2%

Por maior e mais numerosas que sejam, as aftas não costumam provocar mau hálito .

Quais as causas da afta?

As aftas não são contagiosas, mas as suas causas não estão completamente esclarecidas. Parecem ser provocadas por desbalanços no sistema imune. Alguns dos gatilhos conhecidos são:

  • Traumas locais, como mordidas acidentais;
  • Estresse psicológico;
  • Poucas horas de sono;
  • Algumas pastas de dentes que contenham lauril sulfato de sódio;
  • Refluxo gastroesofágico;
  • Comidas, como chocolate, café, refrigerantes, tomate e abacaxi;
  • Cigarro; 
  • Alterações hormonais durante o ciclo menstrual;
  • Deficiência de algumas vitaminas e minerais, como vitamina B12, vitamina C, zinco, ferro ou ácido fólico;
  • Drogas, como anti-inflamatórios, Rapamicina, Metotrexato, Aspirina e Atenolol.

Algumas pessoas que tenham o costume de deitar pouco tempo depois da última refeição, podem apresentar aftas recorrentes. Este fato provavelmente está relacionado a algum grau de refluxo gastroesofágico, que leva ao aumento da acidez da cavidade oral. As aftas costumam aparecer um ou dois dias depois, fazendo com que os pacientes, muitas vezes, não relacionem um fato ao outro.

Como tratar a afta?

Normalmente, não é necessário tratamento. Na maioria dos casos, a afta desaparece sozinha.

O foco principal do tratamento de aftas, quando a dor fica insuportável, desta forma pomadas com anestésico podem ser indicadas por seu dentista. Outro tratamento que pode ser realizado é a laserterapia.

Manter a higiene oral regular é importante para que bactérias da boca não cause uma infecção mais grave.

Para crianças e suas mães que também estejam com a infecção na região dos seios, o médico (no caso, um pediatra) poderá receitar medicamentos antifúngicos: um para o bebê e outro para a mãe.

O tratamento para adultos com imunidade baixa também pode ser feito via antifúngicos, mas eles podem simplesmente parar de fazer efeito. Isso acontece principalmente em casos de pacientes no último estágio da ação do vírus do HIV, em que o fungo causador da afta torna-se resistente à ação do medicamento. Nesses casos, o médico poderá receitar anfotericina B para exterminar de vez o fungo da boca do paciente.

Fique sabendo: alguns medicamentos antifúngicos podem causar danos ao fígado. Por isso, o médico poderá pedir exames de sangue para monitorar o estado do fígado do paciente, principalmente se o tratamento for de longa duração e se o paciente em questão tiver histórico de problemas no fígado.

Quebrei um dente, e agora? Obturação ou Restauração?

Preciso fazer uma obturação ou uma restauração?

Antigamente usava-se o termo obturação quando ao removermos a cárie do dente, preenchíamos o “buraco” com um material metálico, o amálgama. O termo obturar não está errado, no dicionário ele significa fechar, obstruir pelo uso de material, impedir a passagem, que é a grosso modo o que fazemos.

Hoje, ao invés de obturação usamos o termo restauração para esse processo, porque entendemos que quando remove-se a cárie devemos restaurar a forma e cor originais do dente, afim de preservar uma boa mordida e a beleza do sorriso.

Aqui na Prime Sorriso fazemos  restaurações estéticas, usando a resina composta como material de escolha, que nos permite restaurar o dente para que ele fique com o aspecto mais natural possível. A resina é um material com excelente resistência, está disponível em várias cores (tons parecidos com os dentes naturais) e através de adesivos especiais ela fica colada ao dente.

As restaurações podem ser feitas nos dentes do fundo (posteriores) e nos dentes da frente  anteriores). Em ambos os casos conseguimos deixá-los como se nunca tivessem sido afetados pelas cáries.

%imagem-2%

Quando devemos restaurar os dentes?

Devemos restaurar os dentes quando houver cárie, fraturas ( dentes quebrados por quedas ou acidentes) e desgastes (dentes irregulares) ou até mesmo espaço entre os dentes (diastemas).

Fazer obturação dói?

Não, para fazermos as restaurações aplicamos anestesia para eliminar a dor e o desconforto  durante o procedimento. E não se preocupe, a  anestesia também não dói.

Como fazemos uma restauração?

  1.  Primeiro, removemos a cárie, que é aquela parte amolecida e escura que está dentro do “buraco” no dente, para isso usamos brocas e motores especiais;
  2.  Isolamos o dente, para evitar o contato com a saliva e deixar o preparo seco durante a restauração;
  3.  Limpa-se e prepara-se o local para receber a restauração com produtos específicos;
  4.  Com a ajuda de uma luz azul e uma adesivo especial para os dentes , começamos a reconstruir o dente com a resina, aplicando e esculpindo várias camadas de material até deixar o dente  mais parecido o possível com quando não havia a presença de cárie;
  5.  Por fim, ajustamos a mordida para que o dente não fique “alto”, e também executamos o acabamento, para que o dente fique liso e brilhante.

Agora você já sabe o que seu dentista faz quando “restaura” um dente. Mas não se preocupe muito com isso, se você pedir uma obturação a gente entende também.

Restaurar um dente não é só tapar um buraco, é devolver a ele sua função e beleza natural!

Artigo produzido por Drª Carolina Werner (CRO 11.959).

Quem não quer um sorriso radiante e conquistador? Saiba como funciona o clareamento dental

Dentes brancos e radiantes deixaram de ser privilégio somente de comercias de cremes dentais. Hoje o branqueamento está ao alcance de todos, mas cuidados devem ser tomados com clareamentos químicos feito em casa. Um clareamento acompanhado por um profissional sempre é garantia de um resultado eficiente sem correr riscos que podem prejudicar os seus dentes.

Clareamento caseiro é perigoso?

%imagem-1%

Você quer ser prático e já deve ter pesquisado na internet e lido que água oxigenada, bicarbonato de sódio ou até mesmo o limão podem clarear seu sorriso. Algumas receitas até conquistam um resultado razoável mas não há nada de seguro nisso. Mas a utilização desses produtos, acima citados, não tem eficiência nenhuma e podem causar sérios danos aos dentes e gengivas, como queimaduras químicas e pulpite, que é a inflamação da polpa do dente.

O uso destas substâncias abrasivas podem também ter um feito erosivo sobre o dente, removendo o esmalte, que é sua principal proteção. Se isso acontecer, a dentina acaba sendo exposta, causando infecção e sensibilidade. Já por estas razões aqui explanadas é que precisamos tomar cuidados com estas receitas caseiras fazendo com que a tentativa de receitas de clareamento caseiro é perigoso.

E os kits industriais, são seguros?

Não podemos esquecer que estes produtos são essencialmente produtos químicos com elementos reativos que provocam reações no local utilizados, por tanto devemos saber quais reações realmente queremos pois algumas podem não ser desejadas.

Podemos encontrar e comprar, o que é pior, substâncias de uso controlado sem aval da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), muitas vezes importadas na forma de kits, com moldeiras e dispositivos que emitem uma luz desconhecida e imita equipamentos de dentistas.

As moldeiras que acompanham o kit de clareamento caseiro não se adaptam perfeitamente aos dentes, como as que são elaboradas em consultório. Por conta disso, o gel pode escorrer para a cavidade bucal, não sendo bem distribuído por todos os dentes (em geral somente nos anteriores), além de poder ser ingerido e causar dores de estômago.

Muitas pessoas, por empolgação ou por falta de esclarecimento iniciaram clareamentos sem supervisão de um cirurgião dentista, o resultado foi terrível, produtos de concentração muito acima que o usual causaram sensibilidade dentária muito grande, queimaduras de mucosas, falta de resultados (o menor dos problemas), perda do dinheiro investido, entre outros.

Existe também as fitas clareadoras, os riscos são sempre menores, mas a eficácia é menor ainda.

Então como devemos fazer? Qual é o melhor procedimento?

%imagem-2%

Nunca devemos esquecer que o dentista é o profissional correto para recorrermos, mesmo para a busca de um sorriso brilhante, pois acompanhando ou no consultório ele saberá como proceder frente a uma análise sobre a sua saúde bucal.

Podemos optar por clareamento caseiro supervisionado, o clareamento de consultório e a associação de ambas as técnicas. Os resultados de alguns estudos demonstram uma superioridade de obtenção de cor e de longevidade do clareamento caseiro supervisionado ou da associação da técnica caseira com a técnica de consultório.