Cuidados pôs aparelho

Cuidados Pós Aparelho Ortodôntico

Muitas pessoas dizem que apesar de terem seguido com comprometimento o tratamento para alinhar os dentes, não sabem ao certo quais são os cuidados pós aparelho ortodôntico.

Por isso vamos explicar como deve ser esse processo.

Retirar o aparelho

Retirar o aparelho fixo não significa que o tratamento para alinhamento correto dos dentes foi finalizado. 

Isso porque, é necessário que o ortodontista tire um molde atual dos dentes, para fazer o aparelho de contenção.

Aparelho de Contenção

Os aparelhos de contenção são usados para manter os dentes na posição atual, alinhados corretamente. 

Sem o uso deste aparelho, os dentes tendem a voltar para o lugar onde estavam antes do início do tratamento. 

Isso porque as raízes dos dentes têm a função de sustentação sensorial e nutritiva e possuem uma “memória”, tentando retornar os dentes à posição “natural”.

Por isso é importante o uso deste aparelho para conter esse retorno.

Normalmente, a contenção para a arcada superior é móvel e a contenção inferior, fixa.

O uso da contenção depende do comprometimento do paciente, pois deve ser para a vida toda. Tanto a contenção móvel, como a fixa. 

Porém, diversos pacientes relatam que após algum tempo deixam de usar a contenção móvel e também a perda da mesma. Por esse motivo, atualmente, já é possível a colocação da contenção fixa também nos dentes superiores.

Cuidados pós aparelho Fixo

Apesar de ter retirado o aparelho fixo, o paciente deve se comprometer a seguir o uso da contenção de forma correta, para a fixação total dos dentes na nova posição.

Caso o paciente negligencie esta etapa final do tratamento, os dentes podem voltar à posição antiga e todo o processo de correção terá sido em vão.

É necessário que seu ortodontista continue acompanhando o funcionamento da contenção, (se necessário fazer alterações) e determinar o momento ideal para  retirá-la.

Lembrando que, somente uma ótima higienização bucal e visitas de rotina a cada 6 meses, são de fato a forma mais segura de evitar problemas maiores para a sua saúde oral e garantir a constância dos resultados obtidos com o uso do aparelho.

Odontologia e era digital

Odontologia na era digital

A odontologia na era digital veio com os avanços na tecnologia, que envolveu todas as áreas de nossas vidas nos últimos tempos e na área da saúde não é diferente .

Devido aos avanços digitais, os tratamentos nas clínicas odontológicas foram otimizados.

Assim, tornou-se possível entregar melhores resultados aos pacientes e consequentemente, tratamentos com maior conforto e segurança.

Além de certamente, viabilizar uma integração mais precisa entre procedimentos de saúde e estética bucal.

As clínicas odontológicas mais conceituadas já apresentam:

  • Infraestrutura modernizada
  • Equipe especializada nas técnicas
  • Procedimentos inovadores da área.

Conheça os procedimentos mais modernos que colocaram de vez a odontologia na era digital.

Implante Guiado

Os procedimentos guiados por computador já são aplicados aos implantes, tornando assim, a cirurgia menos invasiva. 

As tomografias computadorizadas tridimensionais, mapeiam a arcada do paciente e tem como objetivo guiar o cirurgião dentista em intervenções mais precisas.

Assim, o profissional consegue saber exatamente, por exemplo, a espessura dos ossos, da gengiva e o posicionamento dos demais dentes e modo atingir precisamente o local onde os pinos devem ser implantados.

Scanner 3D Intrabucal

Essa tecnologia permite ao profissional fazer a avaliação das estruturas da cavidade bucal, rapidamente, com maior precisão e qualidade.

Atualmente o scanner 3D é utilizado em diversos tipos de tratamento, pois utilizando esse aparelho, não é necessário fazer moldagens. As moldagens causavam desconforto extremo ao paciente.

Outra grande vantagem do scanner 3D é ser um método mais assertivo, que exclui repetições de procedimento.

Simulações dos resultados

Existem programas que possibilitam a visualização dos resultados do tratamento, mostrando a reprodução exata de como ficará a arcada, os dentes e a gengiva. E tudo isso em cores reais. 

Desse modo, a participação do paciente na etapa do planejamento e o comprometimento durante o tratamento tornam-se mais expressivos.

Versatilidade

O scanner 3D foi desenvolvido para atender as necessidades de diversas especialidades odontológicas:

  • Ortodontia
  • Implantodontia
  • Odontologia Estética
  • Odontologia do Sono

Estética

Além disso, o profissional consegue saber também, exatamente a tonalidade dos dentes do paciente. Todavia, isso não ocorre na moldagem tradicional.

A consequência é um sorriso com aspecto natural, resultado estético mais expressivo.

Impressora 3D

Essa é a tecnologia que permite a confecção dos alinhadores transparentes, coroas, próteses, lentes de contato dental e itens de restaurações, com maior precisão, qualidade e rapidez.

Design digital do sorriso

Além disso, na odontologia estética, já são utilizadas ferramentas digitais para o planejamento do sorriso perfeito.

Assim, é possível analisar a face, dos dentes e de outros aspectos da cavidade bucal do paciente.

Esse processo possibilita simulações dos procedimentos necessários para a harmonização do sorriso.

Essa tecnologia é utilizada em tratamento de implante, ortodontia ou colocação de lentes de contato dental, por exemplo.

Então dizemos que, a odontologia digital trouxe mais conforto, segurança e rapidez aos tratamentos.

Em outras palavras, torna os procedimentos mais personalizados.

No entanto, é fundamental lembrar que a clínica deve oferecer aos seus pacientes, equipamentos modernos e de qualidade, além de trabalhar com equipes especializadas.

Enfim, somente assim é possível obter os resultados concretos dessas inovações tecnológicas na odontologia.

Tratamento dentário sem dor

É possível fazer tratamentos dentários sem sentir dor!

Sedação com Óxido Nitroso – Solução para os pacientes odontofóbicos

Ir ao dentista pode parecer simples para algumas pessoas.

Mas para outras, apenas o fato de pensar em um consultório odontológico, gera uma ansiedade inexplicável, uma sensação de medo e um verdadeiro pânico.  

Podemos chamar esse indivíduos de  odontofóbicos.

Para o alívio dessas pessoas, agora é possível fazer qualquer tipo de tratamento odontológico, usando a sedação consciente com óxido nitroso.

Esse processo de sedação é feito por inalação e o paciente continua consciente durante todo o procedimento.

Porém mais calmo e colaborativo, sem sentir as intervenções feitas pelo dentista.

Entretanto, no Brasil, ainda são poucos os cirurgiões-dentistas que usam essa técnica.

O que é o óxido nitroso?

O óxido nitroso (N2O) é um gás incolor, de cheiro adocicado, que possui efeito ansiolítico, relaxante e levemente analgésico.

Como funciona?

Sua função é basicamente acalmar o paciente que teve alguma experiência ruim com dentistas, para que ele fique mais tranquilo e cooperativo durante o tratamento odontológico, reduzindo o medo e permitindo o atendimento.

Existe contra-indicação?

Na sedação inalatória, como já dissemos, o paciente fica consciente durante todo o tempo do atendimento, o que permite o controle da sedação.

Então a sedação pode ser diminuída ou aumentada, conforme a resposta clínica do paciente.

Portanto é extremamente segura e não apresenta contra indicação, em absoluto. 

Concluindo:

Com o uso do óxido nitroso de maneira correta, é possível fazer tratamentos simples ou complexos, já que é possível aumentar o tempo de trabalho do dentista.

Isso porque o paciente se torna mais cooperativo, reduzindo seus movimentos inesperados e assim aumentando a segurança clínica durante todo o procedimento odontológico.

Na grande maioria dos casos, os pacientes voltam para novas consultas ou para fazer novos tratamentos odontológicos.

Retornam com mais confiança, calmos e tranquilos, permitindo que o dentista faça as avaliações orais necessárias, ou seja, permitindo a manipulação oral sem o uso da sedação.

E você? Tem algum receio de ir ao dentista?

Gostou dessa matéria?

Agende agora mesmo uma avaliação com nosso especialista!

Aparelho Ortodôntico: Conheça os tipos mais utilizados!

Existem muitos tipos de aparelho ortodôntico no mercado atualmente. 

Cada modelo tem uma finalidade e as opções atendem todos os perfis de pacientes e bolsos. 

Assim, hoje em dia, usar aparelho não é mais tão desagradável para quem não se sente à vontade de utilizar o modelo 

Quais são os tipos de aparelho ortodôntico disponíveis?

Há modelos fixos e removíveis, com ou sem bráquetes, metálicos e transparentes e cada um tem sua finalidade específica. 

1. Aparelho fixo metálico

É o tipo mais comum e possui bandas e bráquetes. Além disso, esse modelo necessita do uso das borrachinhas, que tanto incomodam alguns pacientes.

Esse modelo de  aparelho proporciona resultados bastante satisfatórios e é indicado para quase todos os tipos de desalinhamento dentário. A manutenção é bem tranquila mas depende da disciplina do paciente.

Sua desvantagem é que alguns pacientes podem desenvolver, no início do uso, feridas na boca e nas mucosas e sua higienização pede bastante cuidado.

Em relação ao custo, ele é relativamente mais baixo do que em outros modelos.

 As crianças e os adolescentes acabam gostando desse aparelho, pois podem mudar a cor das borrachinhas a cada consulta.

2. Aparelho fixo estético

Os aparelhos fixos estéticos se dividem entre os modelos de policarbonato, porcelana e safira. Contam com bráquetes transparentes, o que torna o acessório quase imperceptível de longe. São bem conhecidos quando o assunto é aparelho ortodôntico estético, pois têm uma boa apresentação. 

Diferenças entre cada modelo do aparelho fixo estético:

  • Modelo de policarbonato: É confeccionado com uma resina plástica. Seus bráquetes são maiores do que os dos outros modelos estéticos e, também, menos resistentes. As peças têm a cor branca. Também precisa das borrachinhas. A canaleta metálica adaptada ao bráquete diminui o atrito com o fio ortodôntico.
  • Modelo de porcelana: Apresenta uma cor branca e leitosa, seus bráquetes são menores do que os do modelo de policarbonato e mais resistentes. Necessita do uso das borrachinhas. Uma das principais vantagens dessa opção é que suas pecinhas não mudam de cor com o passar do tempo.
  • Modelo de safira: É o campeão entre os três no quesito discrição. Suas peças são confeccionadas com porcelana monocristalina e, por isso, parecem-se com vidro. Logo, elas se misturam facilmente à cor dos dentes do paciente, tornando seu uso quase imperceptível.

Os modelos estéticos são mais caros do que o metálico, mas o custo-benefício vale a pena, pois são mais discretos e facilitam a higiene bucal do paciente durante o tratamento.

3. Aparelho autoligado

Os aparelhos autoligados também são confeccionados em metal, mas ele não necessitam das borrachinhas. 

O fio ortodôntico é preso diretamente no bráquete, o que torna seu uso mais confortável e discreto. 

Seus bráquetes são pequenos se comparados aos do modelo convencional. Existem versões de aparelho autoligado estético de porcelana e safira!

4. Aparelho lingual

Este modelo também é conhecido como aparelho invisível . 

É idêntico ao modelo fixo tradicional, confeccionado em material metálico, com fios e bráquetes, além de necessitar do uso de borrachinhas. 

A diferença é que ele é colado na parte interna dos dentes, ou seja, ninguém percebe o uso do aparelho. Entretanto, sua higienização é mais complexa. 

É mais indicado para pessoas que praticam esportes de alto impacto, como futebol e luta, pois diminui os riscos de lesão no caso de o atleta receber uma pancada.

5. Alinhadores transparentes

Também são conhecidos como “aparelhos invisíveis”. 

São um dos modelos mais modernos existentes atualmente, pois são confeccionados com a ajuda de softwares específicos, sob medida, de acordo com a arcada dentária do paciente.

Eles se encaixam com perfeição aos dentes e, por isso, seu uso é praticamente imperceptível. Além disso, são removíveis o que facilita muito na hora das refeições e da higiene bucal. 

Esse modelo é bastante confortável, o que faz com que o investimento valha a pena, mesmo que o modelo seja mais caro que os demais. 

6. Aparelho móvel

O tratamento ortodôntico é dividido em fases, ativa e de contenção. A primeira é responsável pelo alinhamento da arcada dentária conforme o problema detectado pelo dentista, enquanto a segunda é importante para manter o resultado desejado.

A fase de contenção é iniciada após o paciente  finalizar a fase ativa (uso do aparelho corretor), para que os dentes não retornem à posição anterior ao tratamento. 

Nessa etapa são usados os chamados aparelhos ortodônticos de contenção (aparelhos móveis). 

Eles são indicados para todos os pacientes que já finalizaram a primeira etapa do tratamento, e o tempo de uso será determinado pelo dentista mediante avaliação periódica.

Ainda tem dúvidas em relação ao uso de aparelhos ortodônticos? Então, entre em contato com a Prime Sorriso e agende sua consulta!

Lentes de contato dentarias

Tudo sobre Lentes de contato dental

Ter um sorriso perfeito é o sonho de muitas pessoas e com os avanços da odontologia estética, sempre é possível encontrar um procedimento que realize esse desejo.  Atualmente ouve-se muito falar em lentes de contato dental. Mas você sabe o que é isso? 

O que são lentes de contato dental?

São lâminas finas que revestem os dentes para corrigir pequenas imperfeições como a forma, a cor ou a textura e assim modificar ou rejuvenescer o sorriso. 

Essas lâminas podem ser confeccionadas em cerâmica ou porcelana.

Como funciona o procedimento?

Podem ser colocadas apenas uma ou mais lentes de contato para aperfeiçoar o sorriso. 

As lentes de contato dental podem ser colocadas em dentes já desgastados ou não. 

Quando o dente tem algum desgaste muito grande, chamamos de lente de contato dental de faceta ou coroa.

É muito comum ouvirmos as pessoas chamando qualquer tipo de restauração em porcelana de lente de contato dental. Porém tecnicamente falando, na odontologia, lente de contato dental, facetas e coroas odontológicas são restaurações diferentes.

  • Lentes de contato dental são laminados de porcelana extremamente finos, modelados por uma impressora 3D e colados sobre os dentes da pessoa, uma a uma, sem a necessidade de desgastar os dentes.
  • As facetas requerem maior desgaste dos dentes, sendo indicada para dentes que possuem múltiplas restaurações, ou que a cor esteja muito alterada, escurecida.
  • A coroa dentária é utilizada para reabilitar o dente que ficou comprometido por algum trauma ou outros problemas, pois a coroa do dente é a parte superior dos dentes, que dá o formato de acordo com a função que deve exercer ― os da frente, mais afiados para cortar; os de trás, retos para triturar.

Qual a duração das lentes de contato?

As lentes podem durar mais de 20 anos, dependendo da técnica usada na aplicação das mesmas e dos cuidados do paciente com sua saúde bucal. A longevidade deste tipo de tratamento está ligada à preservação do esmalte dental e à outros fatores que também devem ser levados em consideração como a oclusão (mordida) e o emprego de insumos de qualidade, como o adesivo, a cola e até mesmo o aparelho fotopolimerizador (luz azul).

Enfim, as lentes de contato dental servem para alterar a cor, a forma, a textura e a posição dos dentes, deixando o sorriso mais branco, alinhado e com a forma e características adequadas. Fazendo um planejamento adequado, é possível transformar, positivamente, o sorriso.

O sorriso fica natural?

É muito comum vermos pessoas famosas exibindo um sorriso com os dentes brancos como uma louça e com dentes todos do mesmo tamanho.

Porém, o Cirurgião-Dentista, deve orientar seus pacientes quanto a cor e formato dos dentes, para que o resultado final possa ser tão natural quanto os dentes. Nem tão brancos, nem tão amarelados, com textura, características, simulações de opacidade e brilho, que são a chave para um sorriso final branco, mas natural.

Ainda ficou alguma dúvida sobre lentes de contato dental? Entre em contato conosco e agende uma avaliação com nosso especialista!

Prótese Protocolo

PRÓTESE PROTOCOLO

Tudo que você precisa saber sobre prótese protocolo

A perda de um ou mais dentes, pode ocorrer por vários fatores: envelhecimento natural, algum acidente, maus hábitos de higiene oral ou e ou até mesmo em decorrência de uma doença. 

Essa perda é muito prejudicial ao processo de mastigação e alimentação, além de afetar muito a autoestima do indivíduo. 

Mas é possível reverter esse quadro com a prótese dentária.

Existem vários tipos de prótese dentária, mas a que mais se destaca atualmente é a prótese protocolo. 

Entenda o que é prótese protocolo

Muitas pessoas já conhecem o termo “prótese”. Mas as vezes quando usamos o termo “protocolo”, ainda existem dúvidas sobre o assunto.

A prótese protocolo é o que existe de mais moderno para a reabilitação de um paciente que perdeu os dentes, sejam eles os dentes de cima ou os dentes de baixo. Este tipo de prótese é fixada com implante osseointegrado e sobre eles é fixada uma prótese total. 

Diferença da prótese protocolo para outros tipos de próteses

Existem diferentes tipos de próteses, como a total, a parcial removível e a fixa. 

A prótese protocolo se encaixa neste último grupo, próteses fixas e seu grande diferencial são os implantes e parafusos que a fixam e assim a prótese não fica solta. Isso traz mais conforto e segurança para se alimentar, mais praticidade de higienização e maior auto estima ao sorrir.

Dessa maneira, pacientes que usam dentaduras, mas não se adaptam muito bem a este acessório, seja pela dificuldade em comer alimentos mais rígidos ou pela questão estética (já que a dentadura não é totalmente fixa a boca), já tem uma outra opção: a prótese protocolo.

Quem pode colocar a prótese protocolo

Para saber se o paciente é apto para esse modelo específico de prótese, é necessário um exame de imagem chamado tomografia. 

Através desse exame é possível analisar se a quantidade de ossos existentes na área onde serão implantados os pinos, são suficientes ou se será necessário submeter o paciente a um enxerto.

Após esse exame, o especialista em implantes dará sequência aos procedimentos para a colocação do implante e posteriormente à fixação da prótese.  

Resultados e cuidados após o implante da Prótese

Com a prótese protocolo  o paciente ganha uma vida nova, podendo sorrir à vontade, comer sem restrições e conseguindo manter a higiene bucal com tranquilidade.

Entretanto, vale destacar que alguns cuidados são necessários: 

Como não é possível removê-la, após a instalação da prótese o paciente deve rever o seu dentista anualmente para verificar a adaptação e realizar o processo de higienização completo. 

Se você ainda tem alguma dúvida sobre esse assunto, agende uma avaliação com nosso especialista, Dr. Daves Sebastiany.

SCANNER INTRA-ORAL

o Novo avanço da odontologia

Assim como em todas as áreas relacionadas à saúde, na Odontologia também é essencial integrar novas tecnologias na prática diária, para auxiliar os profissionais na efetividade dos resultados. E o mais novo avanço na odontologia é o Scanner Intra-oral.

Esse aparelho vem ganhando cada vez mais espaço nos consultórios odontológicos, pois permite a cópia digital de toda a boca (dentes e gengiva), de uma forma muito precisa e rápida, evitando assim o uso de moldes de “massinha” para a confecção dos modelos de gesso da boca do paciente.

Saiba como funciona o Scanner Intra-oral

O scanner faz uma leitura completa da arcada dentária do paciente com uma câmera intra-oral e todos os dados capturados são enviados para o computador, que cria uma imagem em 3D de altíssima qualidade. Esse processo é realizado antes do início do tratamento, onde existe a necessidade dos registros da boca.

O Scanner facilita os tratamentos odontológicos, uma vez que aumenta a precisão dos diagnósticos e assim minimiza erros das demais etapas.

Benefícios do Scanner Intra-oral

  • Evita o método clássico de moldagem, que para a maioria das pessoas é desconfortável.
  • Permite o envio da moldagem digital diretamente aos fabricantes, o que acelera o processo de fabricação dos aparelhos necessários ao tratamento o que consequentemente acelera o início do tratamento.
  • Permite que o paciente e o profissional visualizem com antecedência o resultado final do tratamento proposto.

Qual a diferença entre o scanner intraoral e a impressão de silicone?

Na impressão convencional:

  • Utiliza “massinhas” para a fabricação dos moldes;
  • É necessário uma preparação prévia do material para que não haja perda de eficiência as moldagem;
  • O material utilizado para a fabricação dos moldes é, muitas vezes, incômodo para o paciente.
  • É necessário esperar alguns dias até todo o processo de envio e execução do trabalho por parte do protético.

No escaneamento intraoral:

  • Dispensa o uso da massinha e o escaneamento alcança até mesmo as áreas de maior dificuldade.
  • As imagens da boca são capturadas digitalmente, sem incômodo;
  • O processo de impressão se torna mais simples com o envio digital do trabalho.

Ao realizar essa comparação fica fácil entender porque muitos dentistas estão buscando mais essa tecnologia para os seus consultórios. E, mais do que isso, compreendemos porque os pacientes preferem dentistas que trabalham com o escaneamento intraoral.

Hoje os dentistas contam com uma série de tecnologias que tornam o seu trabalho mais ágil e eficaz e, sem dúvida, o scanner intra-oral é uma delas.

Ou seja, se você quer mais agilidade no seu tratamento odontológico e resultados surpreendentes, não pode deixar de agendar uma consulta conosco e conhecer de perto essa nova tecnologia que já está disponível em nossa clínica!

Dr. Daves Sebastiany

Saiba qual a diferença entre PRF e PRP em odontologia

O que significam essas siglas?

Para poder explicar como funcionam e para que servem a PRF e o PRP, primeiro é necessário esclarecer o significado das siglas:

PRF significa Fibrina Rica em Plaquetas 

PRP significa Plasma Rico em Plaquetas.

Ambos são concentrados plaquetários utilizados para acelerar a cicatrização de tecidos através de fatores que propiciam o crescimento expresso dos mesmos.

De onde vem a PRF e o PRP e qual a diferença entre eles?

São compostos obtidos do sangue do próprio paciente, o que torna essa terapia bem sucedida em torno de 100% dos casos já que praticamente elimina o risco de rejeição.

No caso da PRF, a vantagem que tem em relação ao PRP é a facilidade para obtê-la, já que não é necessária a utilização de produtos bioquímicos para esse fim.

O PRP é composto por glóbulos brancos, plaquetas e fibrina. Ajuda na cicatrização de feridas e no processo de formação do colágeno.

A PRF possui alta concentração de glóbulos brancos e fibrina. Além de exercer a mesma função do PRP, a PRF libera fatores de crescimento que proporcionam benefícios mais duradouros, pois estimula a cicatrização de forma mais ágil e essa estimulação continua sendo exercida ao longo do tempo.

Fatores importantes sobre a PRF

Esses concentrados já são utilizados em diversas terapias em seres humanos e com a especialização dos estudos nessa área, passaram a ser utilizados em áreas específicas da saúde, como a odontologia, por exemplo, onde os resultados são muito satisfatórios.

Como já vimos, a PRF é mais ágil que  o PRP e por isso vamos explicar agora onde ela atua e quais seus benefícios nos tratamentos odontológicos.

PRF – Fibrina Rica em Plaquetas

Atua em quatro fases que são fundamentais no processo de cicatrização dos tecidos do corpo:

  • Angiogênese: mecanismo de crescimento de novos vasos sanguíneos a partir dos vasos já existentes.
  • Imunologia: sistema de estruturas e processos biológicos que protegem o organismo contra doenças.
  • Desbloqueio de fatores de crescimento dos novos tecidos e seleção de recrutamento de células mesenquimais indiferenciadas.

Significa que essas células podem se desenvolver em qualquer tipo de célula madura. (Por exemplo: do mesênquima vem o osso, a cartilagem, o tecido conjuntivo, o sistema linfático e o sistema circulatório do feto completamente desenvolvido.)

  • Formação de uma estrutura para a distribuição epitelial.

Benefícios da PRF

  • Ajuda a diminuir a dor pós operatória.
  • Acelera o processo de osseointegração.
  • Melhoramento do sucesso em enxertos ósseos.
  • Aumento no fornecimento sanguíneo enviado para as pequenas cavidades formadas após a extração de dentes.
  • Diminuição de complicações pós-operatórias após a extração de dentes e doenças ósseas.

Após estes esclarecimentos, se seu cirurgião dentista disser que fará uso da PRF em seu tratamento, sinta-se segura e saiba que será uma forma de acelerar seu processo de recuperação.

Ainda tem dúvidas?Agende uma consulta com nosso especialista em implantes dentários, Dr. Daves Sebastiany. e converse sobre seu caso.

Vamos responder as 7 principais dúvidas sobre Implantes Dentários

As principais dúvidas sobre Implantes Dentários 

Vamos responder as 7 principais dúvidas sobre Implantes Dentários

Hoje em dia muitas pessoas buscam por implantes dentários, porém surgem diversas dúvidas por ser um procedimento cirúrgico e isso é absolutamente normal.

Como é um procedimento muito procurado e as dúvidas dos pacientes normalmente são as mesmas, resolvemos responder aqui as sete perguntas campeãs no consultório.

1º Lugar: Colocar implante dentário dói?

A cirurgia de implante é um procedimento sem dor que é executado na própria clínica odontológica. 

Mas para que todo processo corra com tranquilidade é necessário seguir rigorosamente as recomendações médicas, como por exemplo:

  • Tomar corretamente os remédios prescritos
  • Respeitar os cuidados pré e pós operatórios
  • Optar por um especialista na área de implantodontia, de preferência, com vasta experiência

2º Lugar: Colocar implantes, demora quanto tempo?

O tempo para a colocação do implante, falando do processo cirúrgico, é extremamente rápido, quando utilizadas as mais modernas técnicas e quando realizado por um profissional experiente.  Existem técnicas que permitem a colocação dos dentes em apenas 3 dias.

O tempo de cicatrização já é um pouco mais lento. Em média, 3 a 4 meses. Esse é o tempo necessário para que o corpo integre o implante aos ossos da face e assim possam ser colocadas as as coroas ou a parte dentária definitivas.

A imprescindível esclarecer que, durante esse período de cicatrização, o paciente utiliza próteses provisórias, ou seja, já sai do consultório podendo comer e sorrir normalmente.

3º Lugar: O implante pode ser colocado no lugar dos dentes de baixo?

Claro que é possível, afinal a perda de dentes também pode ocorrer na arcada inferior. 

Assim como para a arcada superior, esse processo pode ser feito em apenas 3 dias, dependendo das técnicas utilizadas.

4º Lugar: Uso dentadura a muitos anos. Posso colocar implante?

É possível e inclusive é um dos motivos que mais levam pacientes ao consultório, pois as próteses móveis ou as dentaduras, não dão a mesma segurança e conforto que os implantes dentários, tanto para mastigação como para sorrir.

Existem paciente que utilizam próteses a mais de 50, 60 anos e colocam implantes. O que pode ocorrer, em alguns casos, é a necessidade de fazer algum tipo de enxerto ósseo. Mas em cada caso deve ser feita uma avaliação individual, pois apenas o profissional especializado poderá identificar se existe ou não essa necessidade.

5º Lugar: Qualquer pessoa pode colocar implante dentário?

Não existe contra indicação para implantes dentários, mas é necessário agendar  uma avaliação com um especialista para ver qual é o melhor processo de tratamento, pois como já dissemos, cada paciente é único.

é preciso avaliar as condições de saúde física e bucal de cada paciente para , por exemplo ver a necessidade de enxerto ósseo, ver se existe alguma doença existente que precisa ser controlada antes da cirurgia.

Assim como diabético, que muitas vezes acham que não podem fazer implantes, mas podem, se estiverem com o devido controle e sob acompanhamento médico. Dessa forma não há problemas. 

6º Lugar: Os planos de saúde cobrem o tratamento de implante dentário?

Até o momento, não temos conhecimento de nenhum plano de saúde ou plano odontológico que ofereçam cobertura para tratamentos com implantes dentários. 

No entanto, existem clínicas odontológicas que possuem seus próprios convênios e planos, que permitem melhor acesso a esse tipo de tratamento.   

7º Lugar: Implante dentário é muito caro?

São dois os aspectos que envolvem essa resposta:

O tipo de implante necessário e os materiais usados no procedimento.

Além disso, existe uma lei do Conselho Federal de Odontologia que não permite a divulgação de valores de tratamentos, incluindo o de implantes.

Por isso é preciso agendar uma avaliação para que o seu caso específico, para que você receba uma proposta de acordo com a sua necessidade.

Conseguimos tirar suas dúvida?

Caso ela não seja nenhuma das respondidas acima,  Fale conosco e agende uma avaliação com nosso especialista, Dr. Daves Sebastiany.
Ele tem como objetivo de vida, devolver os sorrisos às pessoas.

Ele terá o maior prazer em atender você e fazer uma avaliação personalizada, para que você consiga realizar o mais breve possível seu novo sorriso.

Conheça a tecnologia dos alinhadores invisíveis Um sorriso alinhado é o desejo de muitas pessoas que buscam as clínicas odontológicas atualmente.

Conheça a tecnologia dos alinhadores invisíveis

Um sorriso alinhado é o desejo de muitas pessoas que buscam as clínicas odontológicas atualmente.

Porém, muitos tratamentos, apesar de oferecem resultados ótimos, demoram muito e são desconfortáveis e pouco estéticos.

O aparelho ortodôntico transparente possui excelentes vantagens e foi desenvolvido exatamente para proporcionar um sorriso perfeito.

Como é o aparelho ortodôntico transparente?

Esse tipo de aparelho é um alinhador desenvolvido em placa de acrílico, garantindo conforto e permitindo a movimentação e alinhamento dos dentes. Seu encaixe é perfeito aos dentes pois é feito sob medida para cada paciente.

Como funciona o tratamento com o aparelho ortodôntico transparente?

É um tratamento que traz muitas vantagens, como podemos descrever abaixo:

A discrição está entre os primeiros benefícios deste modelo de aparelho, pois não atrapalha o visual estético de quem opta por este tratamento. O alinhador é praticamente imperceptível, pois não possui fios, braquetes e peças metálicas.

Em segundo lugar, podemos citar o conforto. Justamente por não possuir fios, braquetes e componentes de metal. O aparelho ortodôntico transparente é uma placa confortável que se encaixa perfeitamente aos dentes, por isso não corta e nem machuca a boca.

A facilidade de higienização e a praticidade de poder retirá-lo para comer e escovar os dentes, sem dúvida também é um excelente benefício.

Quem opta por esse tipo de tratamento não precisa se preocupar com pedaços de alimentos presos nos fios do aparelho e nem com o medo de quebrar alguma peça, problemas bastante comuns no procedimento com aparelho fixo convencional.

E a higiene bucal do paciente não fica comprometida.

O uso do alinhador ainda permite que outros procedimentos odontológicos possam ser realizados durante o tratamento, pois mesmo utilizando o aparelho ortodôntico transparente é possível realizar tratamentos como limpeza e clareamento dental.

Os alinhadores invisíveis possuem uma tecnologia avançada

O escaneamento 100% digital ajuda o ortodontista a obter informações mais precisas da arcada dentária de cada paciente eliminando assim a necessidade dos tradicionais e desconfortáveis moldes de massinha.

Além disso, com o escaneamento digital é possível prever o tempo de tratamento e  ainda saber, já no início da intervenção, como ficarão seus dentes e seu sorriso ao final do procedimento.

Com os alinhadores transparentes, as idas ao consultório do ortodontista ficam mais espaçadas, pois não há a necessidade de consultas mensais ou quinzenais.  Com as orientações passadas por ele, o próprio paciente consegue realizar as trocas dos alinhadores, que acontecem a cada 15 dias. Normalmente, a cada dois meses o paciente faz uma consulta para o acompanhamento profissional da evolução do seu sorriso.

Por fim, em geral, o tratamento com aparelho ortodôntico transparente é muito mais rápido que o tradicional. Pois o uso do alinhador é concluído, habitualmente, entre 6 e 10 meses. Ou seja, em menos de um ano seu sorriso estará alinhado como você sempre sonhou.

Mas como é possível ter esses resultados incríveis em poucos meses?

Isso é possível devido à qualidade envolvida em todo o procedimento com nossos alinhadores invisíveis e o processo que desenvolvemos, com muito planejamento e visualizado previamente os resultados através de um software especializado.

O paciente consegue ver como será o resultado final do seu tratamento, que dura aproximadamente 6 meses, quando utilizado de maneira correta os alinhadores, por 22h diariamente, corrigindo assim, seus dentes de forma gradativa e ágil.

Em quais casos o alinhador invisível é eficiente?

Esse tipo de aparelho é indicado para diversos casos como, por exemplo:

  • Diastema;
  • Apinhamento;
  • Sobremordida;
  • Desalinhamento após o uso de aparelho fixo tradicional.

No entanto, se você tem alguma dúvida se este tratamento é indicado para o seu caso, a nossa dica é agendar agora mesmo uma avaliação para falar com nosso especialista e conhecer um pouco mais nosso procedimento. 

Dr Daves Sebastiany

O que é PRF e porque é importante quando falamos de implantes dentários?

Para começar, vamos desvendar o significado da sigla PRF

Fibrina Rica em Plaquetas (fragmentos de uma célula encontrada na medula óssea que exercem um importante papel na coagulação sanguínea).

A cicatrização é um processo natural do corpo em resposta a alguma lesão. Quando há perda de sangue durante alguma lesão, é necessário que ocorra primeiro a coagulação do sangue para que esse processo se inicie.

A PRF é desenvolvida para funcionar como material estimulador, bioativo que ajuda a regular a inflamação e aumentar a velocidade do processo de cicatrização.

Os avanços ao longo dos anos permitiram sua aplicação nos consultórios e constitui hoje uma grande contribuição nas cirurgias orais.

Como é desenvolvida a PRF?

O processo de preparação se dá a partir de uma amostra de sangue do próprio paciente, que é submetida a um procedimento específico de centrifugação (separação) ao qual resulta uma membrana de fibrina, rica em leucócitos e fatores de crescimento com capacidade de estimulação de crescimento ósseo e de tecidos moles.

Como o material é retirado do próprio paciente, o risco de rejeição ou infecções é praticamente eliminado e ainda induz o processo de cicatrização natural com muito mais rapidez.

 Qual a aplicação da PRF na Implantodontia?

A PRF é usada na reabilitação cirúrgica pré-implantares, nas cirurgias para a colocação de implantes, regeneração óssea e processos de cicatrização, proteção da membrana de redução do edema e dor pós-operatória.

Quais são as vantagens dessa técnica nos implantes dentários?

  •         Sua preparação é uma técnica eficiente que usa a centrifugação em um único passo e acessível na própria clínica que trabalhe com um especialista em Implantes dentários.
  •          É obtida por uma amostra mínima do sangue do próprio paciente.
  •          O risco de risco de reação imunológica é mínimo, já que o sangue é do próprio paciente.
  •          Estrutura de fibrina natural com fatores de crescimento que estimulam a regeneração dos tecidos de forma eficaz.
  •          Pode ser utilizado unicamente ou então em combinação com enxertos ósseos, dependendo da finalidade.

É importante informar que o sucesso desta técnica depende inteiramente do intervalo de tempo entre a coleta de sangue e sua transferência para centrifugação.

Se você quiser saber mais sobre a PRF, entre em contato com o nosso especialista em implantes, Dr. Daves Sebastiany.

Dr. Daves Sebastiany

Dr. Daves Sebastiany e tudo o que você precisa saber sobre implante dentário.

Já faz muitos anos que o Dr. Daves Sebastiany, especialista em implantes dentários, atende pacientes de diversas localidades e com as mais variadas condições clínicas. 

No decorrer de sua carreira ele devolveu diversos sorrisos e restaurou a auto estima de inúmeras pessoas.

Mas uma coisa é comum aos pacientes que ainda relutam em fazer implantes dentários: a desinformação. 

Isso mesmo: O maior impedimento das pessoas que ainda não buscaram esse tratamento é a falta de informações ou informações incorretas sobre esse procedimento.

Mas muitos pacientes deixam de pensar no tratamento de implante dentário pois acreditam que o custo é alto demais.

Dr. Daves esclarece que, os implantes realmente têm um custo mais alto que os tratamentos alternativos, como as dentaduras, as pontes e até a possibilidade de viver sem um ou mais dentes. Mas é preciso considerar que além da estética, o implante elimina problemas mais graves, como a má digestão dos alimentos devido à mastigação incorreta, a fala dificultada e até mesmo o desconforto no abrir e fechar a boca.

É preciso mudar a perspectiva em relação ao implante, afinal muitas pessoas gastam com roupa,sapatos, fast food, viagens e todo tipo de despesas que podem ser repensadas para conseguir conquistar algo maior para si mesmo, para sua vida, sua auto estima e sua saúde. 

Afinal, quanto você pagaria para ter seu sorriso e sua saúde bucal de volta? 

É necessário não pensar apenas em custos financeiros, mas em termos gerais.

Os Implantes são o que mais se aproximam dos dentes naturais, em termos de aparência, conforto, funcionalidade e praticidade… e são permanentes.

Os pacientes que optam por este tratamento valorizam muito mais o próprio dinheiro, pois encontram uma solução definitiva para os transtornos causados pela falta de dentes. 

O Dr. Daves, durante 17 anos ouviu que o tratamento odontológico era caro e por isso sempre atende seus pacientes com atenção e exclusividade ao caso de cada

um, tornando possível, viabilizando o tratamento de implantes dentários, pois

devolver a saúde bucal e sorrisos às pessoas é missão de vida dele. 

Porém, algumas pessoas têm medo do procedimento, medo de sentir dor e de ficarem muito tempo fazendo um tratamento e por isso o Dr. Daves, que já é renomado e experiente, sempre usa em suas cirurgias o que há de mais moderno na odontologia. 

Ele desenvolveu uma técnica, onde é possível, em até 3 dias o paciente sair com novos dentes, prontos para comer a vontade e sorrir sem medo. Ele utiliza técnicas avançadas, para que seus pacientes tenham uma cirurgia tranquila e sem dor.

Além disso, a Prime Sorriso é formada por especialistas nas mais diversas áreas e quando o assunto é implante dentário, o Dr. Daves consegue reduzir ao máximo as visitas dos pacientes à clínica, pois ele entende que é necessário otimizar o tempo de cada paciente, pois muitos vem de longe para fazer o tratamento com ele, assim ele faz o maior número de procedimentos possíveis em um dia.  

O Dr. Daves tem a missão de transformar as vidas das pessoas através dos implantes dentários. A transformação que ele causa na vida das pessoas é comprovada pelas mais de  3057 cirurgias que ele já executou com maestria.

Quer tirar suas dúvidas com nosso especialista pessoalmente? 

Agende agora mesmo sua consulta.

Como os alinhadores funcionam

Como funciona o alinhador dental transparente? Alternativa para quem não quer chamar atenção com o uso do aparelho corretivo.

Como funciona o alinhador dental transparente?  

Atualmente existem cada vez mais pessoas que buscam as clínicas odontológicas em busca da correção no alinhamento dos dentes. Mas o fato é que nem todas as pessoas querem exibir um “sorriso metálico” por onde passam. Existem algumas alternativas para quem não quer chamar atenção com o uso do aparelho corretivo e esse é o caso dos alinhadores ortodônticos transparentes (ou “invisíveis”).

Como funciona?

Esse tipo de aparelho tem certa elasticidade e resistência e então ao ser colocado, ele fará uma pequena pressão leve e contínua sobre os dentes, para tentar voltar a sua forma original e durante esse processo fará com que os dentes se alinhem corretamente.   

Os aparelhos alinhadores podem ser usados por crianças, adolescentes e adultos.

Durante o tratamento, o paciente fará a troca dos alinhados de acordo com a regressão do problema, até a sua correção total.

Apesar de conseguir fazer praticamente todas as correções que os aparelhos convencionais fazem, existe uma diferença fundamental:

Os aparelhos convencionais permanecem os mesmos desde o início do tratamento até o final e o ortodontista vai fazendo os ajustes necessários durante o processo. Já os aparelhos alinhadores transparentes são trocados a cada 10 dias.

Então a vantagem é só estética?

Não. A estética é a vantagem que as pessoas mais observam de início, mas a principal vantagem mesmo é poder retirá-lo para fazer as refeições e a higiene completa dos dentes, inclusive com o uso do fio dental, o que com o aparelho tradicional torna-se uma função mais complicada.  Além de outras vantagens como:

  • Contribuir para a saúde dos dentes, isso torna mais prático o dia a dia de quem usa o aparelho.
  •  Provoca menos dor e desconforto.
  • Não têm volume, fios ou pontas.
  • São extremamente discretos e possuem um acabamento refinado. Quase invisíveis.

 É possível saber qual será o resultado?

Sim. Essa é outra grande vantagem dos alinhadores transparentes. Ao começar o tratamento, o paciente sabe exatamente como  ficará seu sorriso após as correções. 

Como esses aparelhos são feitos a partir de modelos digitais dos dentes do paciente, todo o planejamento é feito num ambiente virtual com a ajuda de softwares tridimensionais, que simulam as correções que devem ocorrer durante o processo e quantos alinhadores serão necessários até final, para obter o resultado desejado, mesmo antes do tratamento iniciar. Só então os aparelhos são produzidos.

O tratamento é mais rápido?

Sim. De acordo com ortodontistas que trabalham com esses modelos de aparelho, o uso de alinhadores costuma otimizar o tempo do processo justamente porque são programados para trocas mais frequentes (a cada 10 dias). No entanto, o fato de serem removíveis implica numa atenção maior do paciente ao seu uso, pois caso não use-o corretamente, isso pode atrasar o tratamento.

Além disso, com aparelhos convencionais durante o tratamento corretivo, há emergências e intercorrências, como fraturas e machucões, formação de manchas e a quebra de braquetes. Com os alinhadores, isso não existe e o tratamento fica mais tranqüilo de ser conduzido.

Mas é importante frisar que para que os alinhadores consigam o efeito desejado é necessário usá-lo no mínimo 22 horas diariamente.

Quer saber se o seu caso pode ser resolvido com o uso dos alinhadores transparentes?

Agende agora mesmo uma avaliação com o Dr. Merched Damen, nosso especialista em ortodontia. 

Vantagens incontestáveis dos Aparelhos Ortodônticos Autoligados transparentes

Vantagens incontestáveis dos Aparelhos Ortodônticos Autoligados transparentes

Aparelho Estético Autoligado Transparente e suas Vantagens

Atualmente, com os avanços na ortodontia, é possível ter dentes precisamente alinhados tornando seu sorriso perfeito, sem que você precise ficar com o famoso “sorriso metálico”.

Quando o uso do aparelho é recomendado para crianças e adolescentes, alguns deles até gostam de usar o aparelho metálico, pois permite “brincar” com as cores das borrachinhas e a cada manutenção escolher uma cor diferente. 

Mas e quando essa recomendação é para um adulto ou para pessoas mais tímidas, que gostam de manter a discrição? Esse tipo de aparelho pode não ser tão legal assim.

A procura por adultos, para uma correção estética no sorriso, foi um dos motivos que levou a evolução dos aparelhos ortodônticos: Proporcionar o tratamento adequado aos pacientes, promovendo uma melhor saúde bucal e mantendo o sorriso o mais natural possível, durante o processo de tratamento.

Mas se você ainda precisa de mais argumentos para se convencer que essa, atualmente,  é uma das melhores soluções para os casos de correção para alinhamento correto dos dentes, vamos te mostrar aqui algumas vantagens do aparelho ortodôntico autoligado transparente.

A diferença entre aparelho ortodôntico tradicional e o aparelho autoligado transparente.

No modelo de aparelho tradicional a ligação entre os braquetes e o fio ortodôntico é feita através das borrachinhas elásticas e aí está a grande diferença do aparelho autoligado: Nesse modelo  os fios do arco ortodôntico são presos diretamente aos braquetes, que têm estruturas como um clique. Uma mudança pequena que faz muita diferença no dia a dia do paciente.

Ficam quase imperceptíveis

Aparelho Autoligado Transparente é muito discreto. Os braquetes são de porcelana ficando extremamente sutil. Por isso, se você não quer exibir um sorriso metálico por aí, aposte nesta opção.

São mais confortáveis

Como o fio ortodôntico é preso no interior do slot através de um clipe de fechamento, é dispensado o uso das borrachinhas. 

Essa tecnologia permite maior movimentação do fio, que fica mais livre e consequentemente com menos atrito, o que torna o uso desse modelo de aparelho mais confortável que o tradicional.

São mais fáceis de higienizar

Como é dispensado o uso das borrachinhas, a higienização dos dentes fica mais fácil reduzindo  consideravelmente o aparecimento de cáries, o  acúmulo de bactérias no aparelho, o mau hálito e os cálculos dentários.

Atuam com as mesmas funcionalidades dos aparelhos metálicos

O aparelho autoligado transparente foi desenvolvido para ter a mesma funcionalidade dos aparelhos metálicos, mas com o máximo de discrição e conforto possível.

Será necessário apenas avaliar o modelo que mais irá agradá-lo e os valores, de acordo com seu orçamento.

São confeccionados com materiais tão resistentes quanto os aparelhos convencionais

No início os aparelhos transparentes eram feitos com policarbonato, que realmente é um material mais sensível. Porém com a evolução dos estudos e testes para este tipo de aparelho, foram desenvolvidos novos materiais, como a porcelana, que é mais resistente e mais estética e quase desaparece quando colada com o fio estético aos dentes.

Não mancham no decorrer do tratamento

O aparelho de porcelana tradicional também não mancha, mas para eles é necessário a utilização das famosas “borrachinhas” e essas sim,  amarelam com o passar do tempo, principalmente quando há o consumo de alimentos com corantes, como refrigerantes, ketchup, entre outros.

Já o aparelho autoligado transparente, se mantém límpido até o final do tratamento, mantendo sua estética impecável.

Essas dicas foram úteis para você? Ainda tem dúvidas? Entre em contato com nossa equipe e agende uma avaliação. Assim você pode tirar todas as dúvidas específicas do seu caso em particular.

Próteses Removíveis

Prótese Total Removível

Conhecida como dentadura, é uma estrutura acrílica que suporta dentes artificiais e é indicada aos pacientes que tiveram perda total dos dentes. A desvantagem deste tipo de prótese é a insegurança que é causada a alguns pacientes pelo receio da prótese cair da boca.

Prótese Parcial Removível

Chamada de ponte móvel é uma composição de grampos e conectores de metal que se encaixam aos dentes permanentes, assim evitando que a prótese caia. Este tipo de prótese é usada quando o paciente ainda possui alguns dentes e tem como finalidade substituir os dentes que faltam.

Apesar da facilidade de remoção, os pacientes podem sentir desconforto nos dentes usados como pilares.

Prótese Flexível

Igual à prótese parcial removível, porém sem os grampos metálicos visíveis, a fim de proporcionar uma melhor estética.  

Qual o melhor tipo de restauração?

O que é Restauração?

A restauração é uma forma de fazer com que o dente afetado pela cárie volte à sua forma e sua função normal. Quando o dentista faz uma restauração, ele primeiro remove a parte do dente que esta deteriorada, limpa a área atingida e então preenche a cavidade limpa com um material de restauração.

Ao fechar os espaços onde as bactérias podem se infiltrar, a restauração também ajuda a prevenir uma deterioração posterior. Os materiais utilizados para as restaurações podem ser ouro, porcelana, uma resina composta (restauração da cor do dente) e amálgama (uma liga de mercúrio, prata, cobre, estanho e algumas vezes zinco). 

Quais os tipos de restauração e qual o melhor? 

Não existe um único tipo ideal para todas as pessoas. O que é melhor para cada um será determinado pela extensão do preparo, a possível alergia a certos materiais, o local da boca que precisa ser restaurado e o custo. Algumas considerações a respeito de cada material:

  • Restaurações de Ouro são feitas sob encomenda em um laboratório de prótese e cimentadas no dente em questão. As incrustações de ouro são bem aceitas pelos tecidos gengivais podendo durar mais de 20 anos e são mais duráveis. Por esta razão, muitos autores consideram o ouro o melhor material de restauração. No entanto, é geralmente a opção mais cara e requer múltiplas visitas ao dentista. 
  • Restaurações de amálgama (prata) são resistentes e relativamente baratas. Entretanto, devido à sua cor escura, são mais aparentes que a porcelana ou o composto de resina, e não são utilizadas em áreas muito visíveis, como os dentes anteriores.
  • Resinas compostas (plástico) combinam com a cor dos seus dentes e, portanto, são utilizadas quando se deseja uma aparência mais natural. Os ingredientes são misturados e colocados diretamente na cavidade, onde endurecem. As resinas compostas não são o material ideal para grandes restaurações, pois podem lascar ou se desgastar com o tempo. Também podem manchar com pigmentos como o café, chá ou tabaco, e não duram tanto quanto outros tipos de restaurações – em geral de três a 10 anos.
  • Restaurações de porcelana são chamadas de incrustações ou facetas. São feitas sob medida por um laboratório de prótese e, em seguida, cimentadas no dente. Podem combinar com a cor do dente e resistir à manchas. A restauração de porcelana geralmente cobre a maior parte do dente. Seu custo é similar ao do ouro.

Se a cárie ou fratura tiver danificado grande parte do dente, pode-se recomendar uma coroa ou um outro tipo de recobrimento. A cárie que atingiu o nervo ou polpa pode ser tratada de duas formas: através do tratamento de canal (em que o nervo danificado é removido) ou através de um procedimento chamado capeamento pulpar, que é o recobrimento da polpa, e tenta manter o nervo vivo.

Como saber se preciso de uma restauração?

Apenas seu dentista poderá determinar se você tem uma cárie que precisa ser tratada. Durante uma avaliação, seu dentista utilizará um pequeno espelho para examinar as superfícies de cada dente. Qualquer aspecto que pareça anormal será, então, minuciosamente examinado com instrumentos especiais. Seu dentista poderá também fazer uma tomada radiográfica completa da boca ou apenas parte dela. O tipo de tratamento que seu dentista irá escolher depende da extensão do dano causado pela cárie.